Desenvolvimento de Competências Matemáticas em Idade Pré-Escolar

Captura de ecrã 2016-07-29, às 19.47.39.png

Vários autores são unanimes em afirmar que as habilidades matemáticas precoces são os mais fortes preditores do sucesso académico futuro (Aunola, Leskinen, Lerkkanen, e Nurmi, 2004; Duncan et al, 2007; Geary, Hoard, Nugent, e Bailey, 2013; Jordan, Kaplan, Ramineni, e Locuniak, 2009; Siegler et al, 2012; Booth e Siegler, 2006; Jordan et al, 2012; Krajewski e Schneider, 2009; Missall et al, 2012,; Vanderheyden et al, 2012).

Diversos estudos concluíram que pessoas com melhor desempenho nas competências matemáticas atingem, geralmente, habilitações académicas de nível superior, estando associadas a maior sucesso no trabalho e a empregos melhor remunerados. (Delazer, Girelli, Grana, & Domahs,2003; Rivera-Batiz, 1992; Masingila, 1994; Pozzi, Noss,&Hoyles, 1998 cit. in Mazzocco & Thompson, 2005).

Assim sendo, porque será que as competências matemáticas continuam a ter uma abordagem tão pouco estruturada no ensino pré-escolar?

O que acontece, na maioria dos casos que vamos observando, é que a maioria dos educadores substimam as capacidades das crianças no que se refere à matemática no pré-escolar, e mesmo o Ministério da Educação nas suas Orientações Curriculares faz uma abordagem muito generalista no domínio da matemática.

Parece cada vez mais fulcral e necessário definir competências fundamentais a desenvolver, tais como: sentido numérico, princípios de contagem, subtizing, padrões, sequências e seriação, desenvolvimento da linha numérica mental, símbolos matemáticos e conceitos numéricos, cálculo mental e factos numéricos, grandezas de espaço e tempo, e resolução de situações problema.

Os resultados dos estudos indicam que intervenções mais aprofundadas e estruturadas no pré-escolar podem diminuir os casos de Dificuldades de Aprendizagem da Matemática e o desenvolvimento de competências matemáticas chave precocemente é, de facto, um forte preditor do sucesso escolar a vários níveis.

Advertisements